24 Dec 2006

Tanka (Voa passarinho)


Voa passarinho,
vento o livre de mansinho
do peso do homem.

Arranha-céus não conseguem
concretizar as estrelas.




^Chris-Borboleta^

))§((

2 comments:

Paulo said...

Chris, outras vezes passarei por este cantinho aconchegante. Obrigado! Propocionastes momentos agradáveis, de puro deleite poético! Beijão.
Paulo.

Corujinha said...

Borboletinha, não entendi nada do poema anterior mas tenho certeza de que ele é lindo! :) Este haicai é fofíssimo! Beijocas e parabéns pelo seu cantinho poético que transcende o virtual! Feliz 2007!